fbpx


Sem categoria no image

Publicado em 3 de julho de 2015 | Por Nilo Cabral

0

Humano, demasiado humano (pobre deles)

Eu postei no mural do Facebook e resolvi trazer para a coluna deste Portal. E isto porque este tema sempre me foi interessante, o de a humanidade estabelecer uma hierarquia presunçosa em relação às outras existências. E começo pelos livros santos, que procuram associar a nossa origem a um desejo divino. Olha, é possível que sejamos um erro, por que não? Levando em conta os absurdos cometidos… E vai aí o que postei no Face: “por vezes, pergunto, somos tão presunçosos a ponto de considerar que somos os únicos a fruir a beleza que há na natureza? A nossa análise do comportamento de outros seres como algo apenas e exclusivamente instintivo não seria uma visão mecanicista demais? Por que? Ora, já aprendemos o suficiente para saber que a presunção científica tem um enorme risco. Este ar “blasé”com que olhamos para aquilo que nos parece simples e óbvio é sim uma enorme presunção. Eu prefiro o olhar dos índios, a admiração pelo sagrado, pela conexão, pelo que é incrivelmente origem e consequência.


Sobre o autor

é Jornalista - PUCRS/87. Repórter, assessor de imprensa. Atuou como professor universitário, de 1995 a 2006. Realiza vídeos para empresas e assessora a comunicação da equipe Onlybyskate.



Comentários estão fechados.

Volta para o início ↑