Com queimaduras graves, ou lesões em decorrência do incêndio na b..." /> Tragédia em Santa Maria: Capital abriga 21 feridos -Meu Bairro


Segurança

Publicado em 28 de janeiro de 2013 | Por Redação Meu Bairro

0

Tragédia em Santa Maria: Capital abriga 21 feridos

Com queimaduras graves, ou lesões em decorrência do incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, 21 pessoas estão em atendimento nos hospitais de Porto Alegre. Ao todo são 92 feridos ainda hospitalizados em Santa Maria e no município, 21 feridos já em atendimento em Porto Alegre, e outros 11 ainda serão encaminhados para a Capital.
O transporte dos feridos graves foi feito pelos helicópteros da Força Aérea Brasileira, que pousaram no Parque da Redenção, próximo ao Hospital de Pronto Socorro (HPS); e de aeronaves no pátio 3 do Aeroporto Salgado Filho. O secretário de Saúde, Ciro Simoni, disse que foram disponibilizados na Capital 50 leitos de UTI, e encaminhados pela Secretaria 21 respiradores de ambulâncias do Samu, oriundos de municípios do entorno de Santa Maria.

EPTC teve que interromper tráfego na Avenida Osvaldo Aranha para a chegada dos feridos. Foto: Camila Domingues/Palácio Piratini

Profissionais da Capital foram para Santa Maria

Uma equipe do Grupo Hospitalar Conceição com médicos intensivistas – entre cirurgiões plásticos e técnicos de enfermagem -, foi enviada a Santa Maria em um avião da Aeronáutica para auxiliar no transporte dos pacientes a serem deslocados para a Capital. No mesmo avião, embarcou equipe de apoio psicológico, a pedido da Coordenadoria de Saúde Mental de Santa Maria para auxílio aos familiares das vítimas.
O Conselho Regional de Psicologia já se colocou a disposição dos familiares, a partir da subsede localizada no município. Os telefones do conselho são (55) 3219.5299, (51) 8421.9108 e (51) 8421.9107. Além do Hospital Universitário de Santa Maria, também há vítimas internadas no Hospital de Caridade, no Pronto Atendimento do Patronato e no Hospital da Guarnição de Santa Maria, além dos pacientes que foram transferidos para unidades de saúde de Porto Alegre.

Mortos chegam a 231

Até o momento são 231 mortos. 115 corpos já foram identificados e 43 corpos removidos para velório. A Força Aérea Brasileira e as Secretarias estadual e municipal de saúde continuam realizando um trabalho integrado para que o atendimento seja o mais rápido possível aos feridos.

Tags:


Sobre o autor

é composta por por cinco profissionais de comunicação. Formados em jornalismo e relações públicas, produzem matérias referentes a zona Sul de Porto Alegre e também de interesse desse público. Contato com a editora, Letícia Mellos. Jornalista formada pela Unijuí - RS



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Volta para o início ↑