Na última sexta-feira, 25, uma comitiva  percorreu a orla da Praia..." /> Caminhada orienta sobre combate à violência doméstica - Portal Meu Bairro


Ipanema no image

Publicado em 30 de janeiro de 2013 | Por Redação Meu Bairro

0

Caminhada orienta sobre combate à violência doméstica

Na última sexta-feira, 25, uma comitiva  percorreu a orla da Praia de Ipanema para divulgar o programa Escuta Lilás, levando à comunidade orientações e material informativo sobre o combate à violência doméstica. A ação foi realizada pela Central de Atendimento à Mulher, vinculada à Secretaria de Políticas para as Mulheres do Rio Grande do Sul, por meio do Centro Estadual de Referência da Mulher Vânia Araújo Machado. Participaram da caminhada o vereador Delegado Cleiton, acompanhado pela titular da Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM) do RS, Márcia Santana; pela secretária-adjunta da Mulher de Porto Alegre, Walesca Vasconcellos; pelo secretário municipal de Direitos Humanos, Luciano Marcantônio; pela escrivã da Delegacia da Mulher, Laura Gatti, e por agentes das duas secretarias.

Para o vereador, a ação é importante no sentido de informar  as mulheres desta forma de proteção. “Como parlamentar, policial e cidadão, considero esta ação informativa fundamental para que as mulheres gaúchas conheçam os serviços que a rede de proteção oferece e como utilizá-la”, observou.

 A secretária da SPM destacou ainda o ato como um instrumento de parceria entre os governos do Estado e do Município de Porto Alegre e cidadãos.”A simbologia e o significado de cada entrega de material, seja camiseta, boné ou folheto, reflete no dia-a-dia de quem trabalha a favor das mulheres. Pois ver homens e mulheres com o material em mãos nos dá a garantia de que essa pequena grande ação atua como propagadora dos serviços que a rede de proteção oferece”, afirmou Márcia Santana

O programa

 A escrivã Laura Gatti lembrou que a maior parte das denúncias são trazidas por mulheres que não estão indo pela primeira vez à delegacia e apresentam um histórico de agressões. “As vítimas ainda enfrentam dificuldades em solicitar a medida protetiva, pois não se vêem em condições de levar uma vida sozinha. Por isso, é muito importante divulgar os canais de enfrentamento à violência e dizer que há uma rede preparada para atender às vítimas”, alertou a policial.

No Escuta Lilás assistentes sociais, psicólogos e advogados orientam as mulheres em situação de violência sobre seus direitos e os serviços disponíveis para o atendimento de suas demandas. O atendimento pode ser realizado presencialmente ou através do 0800-541-0803. Em Porto Alegre, o contato com a Delegacia da Mulher pode ser feito pelos telefones 3288-2172 e 3288-2173.

 

 

Tags:


Sobre o autor

é composta por por cinco profissionais de comunicação. Formados em jornalismo e relações públicas, produzem matérias referentes a zona Sul de Porto Alegre e também de interesse desse público. Contato com a editora, Letícia Mellos. Jornalista formada pela Unijuí - RS



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Volta para o início ↑