O vereador Mauro Pinheiro (REDE) fez mais uma vez duras acusações ..." /> Líder do Governo acusa presidente da Câmara de beirar improbidade administrativa - Portal Meu Bairro


Publicado em 13 de agosto de 2019 | Por Redação Meu Bairro

Líder do Governo acusa presidente da Câmara de beirar improbidade administrativa

O vereador Mauro Pinheiro (REDE) fez mais uma vez duras acusações à presidente da Câmara de Vereadores Mônica Leal. Em seu pronunciamento, em sessão ordinária no Plenário Otávio Rocha, ele disse: “A decisão do plenário é soberana. A senhora está beirando a improbidade administrativa quando não cumpre o regimento interno. Peço que a senhora tenha calma e tranquilidade e se cerque de pessoas que querem cumprir o regimento. Não há argumento regimental que possa suspender essa tramitação”, finalizou.

A discussão se deve a redação final do projeto do Executivo que revisa a Planta de Valores do IPTU. Pinheiro queria que, já que o projeto foi votado pelo plenário em abril, e tendo recebido pedido de renovação de votação em maio, ele tivesse sido levado a plenário para inclusão na Ordem do Dia e priorizado para votação, o que não foi feito.

O processo do IPTU pode ser novamente votado na Câmara de Vereadores após a Procuradoria da casa emitir um parecer favorável a um pedido do vereador Adeli Sell (PT). Ele disse que a diferença mínima de votos conquistada pelo governo em plenário não foi a necessária. Conforme o Regimento Interno da Câmara, resultados obtidos com diferença de até três votos podem ser questionados, provocando uma segunda votação. Nesse caso, Adeli sustentou que a diferença de três votos ocorreu em relação à maioria absoluta, de 19 votos, diante do total de 36 vereadores. 

 


Sobre o autor

é composta por por cinco profissionais de comunicação. Formados em jornalismo e relações públicas, produzem matérias referentes a zona Sul de Porto Alegre e também de interesse desse público. Contato com a editora, Letícia Mellos. Jornalista formada pela Unijuí - RS



One Response to Líder do Governo acusa presidente da Câmara de beirar improbidade administrativa

  1. Paulo says:

    Moro no bairro Restinga e aqui aproximadamente 90% dos moradores terão redução no IPTU, mas presidente da Câmara resolveu que 22 x 14 não é maioria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Volta para o início ↑