fbpx


Publicado em 1 de agosto de 2019 | Por Redação Meu Bairro

Decisão sobre relógios de rua é adiada em função de recurso judicial

Vai demorar um pouco mais. Em função de um recurso interposto por uma das quatro empresas habilitadas para o processo licitatório dos relógios de rua da capital a abertura das propostas financeiras do edital que seria realizada hoje deve ficar para a próxima semana. A análise técnica das propostas pontuou igualmente as quatro empresas e a proposta financeira deverá ser o fator determinante no resultado do certame.

A disputa envolve as empresas Brasil Outdoor, JC Decaux, consórcio All Space Poa e consórcio Inova Poa. Vencido o prazo de recurso e conhecido o vencedor da licitação, a empresa classificada em primeiro lugar poderá instalar o protótipo do novo relógio no prazo de 45 dias. A instalação dos relógios em toda a cidade começará a ser realizada até o fim do ano.

O valor mínimo de outorga a ser paga ao município é de R$ 7 milhões, com pagamento de 20% na assinatura do contrato. A empresa terá 24 meses para concluir a instalação e ficará responsável pela conservação dos equipamentos. Além de informarem hora e temperatura, os relógios serão equipados com câmeras de segurança, medidores de radiação solar e painel de mensagens ao cidadão, além de contarem com internet gratuita.

 

 


Sobre o autor

é composta por por cinco profissionais de comunicação. Formados em jornalismo e relações públicas, produzem matérias referentes a zona Sul de Porto Alegre e também de interesse desse público. Contato com a editora, Letícia Mellos. Jornalista formada pela Unijuí - RS



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Volta para o início ↑