A Escola Municipal de Ensino Fundamental Chapéu do Sol está sem profe..." /> EMEF Chapéu do Sol está sem professores de disciplinas há um ano – MB Notícias





Chapéu do Sol EMEF Chapéu do Sol

Published on setembro 6th, 2018 | by Juliana de Brites

0

EMEF Chapéu do Sol está sem professores de disciplinas há um ano

A Escola Municipal de Ensino Fundamental Chapéu do Sol está sem professores de história, geografia e matemática, e essa situação já dura cerca de um ano. Esse problema foi discutido em uma reunião da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Municipal de Porto Alegre no último dia 28. Na CCJ, os vereadores elaboraram um documento que foi enviado ao Ministério Público Pedindo providências, mas a situação permanece sem resposta.

A reportagem do Meu Bairro esteve na escola e conversou com o diretor, Fabrízio Carvalho, com a vice-diretora, Rosana Inocente Volquind, e com o presidente do Conselho Escolar, Ericssom Machado, que relataram os problemas que o colégio está enfrentando.

“Temos alunos que moram longe, como no Lami, Belém Novo ou Ponta Grossa, que até vêm de bicicleta. Daí chegam aqui e não tem aula porque falta professor”, disse Ericssom, que também é pai de aluno da escola. Ele esteve na reunião da Comissão de Constituição e Justiça e relatou que o secretário municipal da educação, Adriano Naves de Brito, não esteve presente. “Está bem difícil, o secretário não está respeitando os professores, pais, alunos. Então por que ele é o secretário da educação? Gostaria de fazer um convite a ele, para que venha visitar a escola, dialogar com os pais e ver a situação que estamos vivendo aqui”, enfatizou.



 

Para contornar o problema da falta de professores, outros professores da equipe foram remanejados para atender as disciplinas afetadas  ou para cumprir a carga-horária mínima necessária para o ano letivo não ser prejudicado. “Essa questão da falta de matemática é um problema que temos desde o ano passado. Tivemos várias reuniões com secretário e ele dizia que iam ser colocados todos os professores aprovados em concurso, e até agora nada, porque são muitas exonerações e muitas aposentadorias que não estão sendo repostas”, explicou o diretor.

Outro problema que a escola está enfrentando é a falta de um porteiro. Com isso, professores da equipe são deslocados para cumprir a função. “É um desgaste, e estamos nesse ciclo de problemas que a gente queria que não existissem. É triste, as crianças são atingidas e recebemos várias reclamações sobre essa situação. O Conselho Escolar está buscando soluções, mas está sendo difícil já que a secretaria de educação não chama professores para as áreas necessárias”, contou Fabrízio.

Procurada pela reportagem, a Secretaria Municipal da Educação amenizou a situação e declarou que só tem registro da ausência de professor para uma disciplina. “A falta de professor para sala de aula na EMEF Chapéu do Sol, de acordo com a diretoria de RH da Smed, é de um professor de matemática para o turno da manhã (20 horas)”, afirmou através de nota. E, a respeito da ausência de um funcionário para a portaria da escola e deslocamento de professores para cumprimento dessa função, a Secretaria disse que “desde o início do ano, os diretores são orientados a priorizar o atendimento em sala de aula”.


About the Author

é jornalista formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Contato: [email protected]



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑
  • Informe publicitário
    pequena

    pequena

  • pequena
  • Informe publicitário pequena
  • pequena