Nos últimos dias a greve dos caminhoneiros vem sendo amplamente noti..." /> Por que os preços sobem? - MB Notícias


Giancarlo Giacomelli

Publicado em 6 de março de 2015 | Por Giancarlo Giacomelli

0

Por que os preços sobem?

Nos últimos dias a greve dos caminhoneiros vem sendo amplamente noticiada, porém, infelizmente, tem sido dedicado um grande foco para alguns conflitos entre caminhoneiros e polícia ou os problemas de abastecimento, o que é bastante compreensível. No entanto, perdemos uma oportunidade de discutir as causas que levaram os caminhoneiros a protestar.

A grande insatisfação dos caminhoneiros é relacionada ao expressivo aumento de todos os custos relacionados à atividade. Preços dos combustíveis, despesas com manutenção, pedágios, hospedagem, alimentação, entre outros. Reduzir a análise a este setor específico é assumir um reducionismo grosseiro.

Para entendermos efetivamente as causas precisamos compreender os motivos da inflação, inclusive, falar de “os motivos” já é incorreto, pois a inflação tem apenas uma causa. A criação artificial de moeda. Enquanto não compreendermos isto, seguiremos ano após ano procurando falsos culpados pelos aumentos de preços, como as piadas sobre o preço do tomate no ano passado.

Inflação é a perda de valor do dinheiro. Essa perda de valor ocorre quando o governo expande artificialmente a oferta monetária, o resultado é que os bens e serviços ficam relativamente mais apreciados que a moeda, ou seja, tudo fica mais caro.

Os últimos 4 anos foram trágicos neste aspecto. Em 2010, o agregado monetário M2, um dos indicadores mais práticos para saber quanto de dinheiro circula na economia em dado momento, era de aproximadamente R$ 1 trilhão de reais. Em dezembro de 2014, segundo dados do próprio Banco Central este montante bateu em R$ 2,1 trilhões. Ou seja, em 4 anos o governo mais do que dobrou a quantidade de reais existentes na economia. Nessa brincadeira o dinheiro que você tinha guardado e o seu salário perderam mais da metade do seu valor, por isso tudo está tão mais caro.

Se você não compreende porque a impressão de dinheiro pelo governo dilui o valor do seu dinheiro (é colocar água no chopp) , eu não vou explicar aqui, mas esse, esse e esse artigo devem lhe ajudar. Do contrário comente aí ou me envie um e-mail.

Você não deve entender o porquê do governo destruir deliberadamente o valor de sua própria moeda. A causa é simples. Como o governo gasta com salários de funcionários públicos, aposentadorias, despesas burocráticas, subornos e desvios, muito mais do que consegue extorquir via impostos, e na prática os políticos não se preocupam com os resultados de longo prazo, focando apenas na próxima eleição, ele, o governo, se utiliza do seu poder de imprimir dinheiro novo para bancar as suas despesas. É essa criação desenfreada de dinheiro e crédito que provoca a inflação, os demais motivos ou justificativas são todos acessórios derivados dessa prática.

Infelizmente não temos como exercer uma vigilância firme sobre o Banco Central, que desde a gestão do Guido Mantega não passa de mais uma secretaria que obedece aos desmandos da presidente, para que este evite políticas inflacionárias. Enquanto elegermos governos populistas não teremos muitas saídas, apenas espernear quando nosso dinheiro, apodrecido pela irresponsabilidade de presidentes inescrupulosos, não tenha mais valor nenhum.


Sobre o autor

Capitalista até os ossos. Politicamente um libertário. Contra todas as formas de intervenção do governo na vida das pessoas. Acredita no comércio como o grande símbolo da cooperação social e do que há de melhor na humanidade. Fã de Ludwig von Mises, Ayn Rand e Nelson Rodrigues. Em suma, um reaça, 'coxinha', neo-liberal, que aceita orgulhoso toda ofensa que venha da esquerda e acha a ideia de patriotismo uma piada que faz adultos parecerem crianças brincando de Forte Apache.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Volta para o início ↑