Vontade de ajudar para deixar o “Postinho” mais boni..." /> Comunidade se mobiliza e UBS terá reforma - Portal Meu Bairro

Tristeza

Publicado em dezembro 23rd, 2011 | Por Redação Meu Bairro

Comunidade se mobiliza e UBS terá reforma

Vontade de ajudar para deixar o “Postinho” mais bonito acabou alertando moradores para a falta de manutenção do prédio, que recebe grande número de pessoas de toda região

Se você parar na sinaleira hoje, olhar para o lado, ver algo que você pode fazer para melhorar a sua comunidade e fazê-lo, o que vai acontecer? A artista plástica Eunice Gavioli o fez há alguns meses, e o resultado é uma reforma na Unidade Básica de Atendimento da Tristeza que irá beneficiar cerca de 28 mil pessoas.
“Eu acho que, de certa maneira, desencadeei o processo como um tudo”. É assim simples, simpática e feliz que Eunice Gavioli lembra o dia em que estava passando pelo “Postinho” e pensou como seria bom deixá-lo mais bonito. “Daí, passaram-se dois ou três dias, eu vim até aqui e me ofereci para ajudar”. Junto com ela vieram as amigas do Grupo Arte Prima Idea. Depois de arrumar o jardim, elas começaram a pensar em outras ações para deixar a UBS mais bonita. “Mas chegou um ponto que a gente viu que não adiantava fazer uma pintura na sala de espera, com o piso todo remendado, por exemplo”, lembra-se. Foi então que elas notaram que era necessário algo maior: uma reforma. Elas conseguiram apoio da Associação de Empresários da Tristeza, se reuniram com os funcionários do posto e tudo começou a tomar forma. O passo seguinte foi solicitar junto à Secretaria uma reforma imediata no posto. Com o pedido atendido, agora o momento é de definir as melhorias que o posto receberá já no início de 2012.
A UBS da Tristeza ficou muito anos sem uma reforma efetiva. Com uma estrutura que oferece à comunidade atendimento clínico geral, pediátrico, ginecológico e odontológico, os funcionários se esforçam para atender bem, mesmo que a falta de uma rede elétrica de qualidade, equipamentos e um pouco de conforto, dificulte o contato com os pacientes.
De acordo com o coordenador de projetos especiais da Secretaria de Saúde, Luciano Oliveira, que esteve no posto no dia 9 para, junto com os funcionários, definir algumas das obras que serão feitas durante a reforma, o posto deverá ficar fechado por algum tempo. Para ele, o principal problema é que desde que foi municipalizada, há cerca de trinta anos, a UBS da Tristeza nunca recebeu uma grande reforma em sua estrutura. Isso deve fazer com que as obras de melhoria sejam feitas, depois do seu início que deve se dar em março, em, no mínimo, um mês. “Como o telhado deverá ser retirado, há a necessidade de encontrar um lugar alternativo para que essas pessoas que vêm até aqui continuem a ser atendidas”, explica.

Para Luciano Oliveira, que escutou atentamente os pedidos das funcionárias do posto durante a reunião, a UBS está em uma localização estratégica e tanto por isso sua reforma deve comportar uma estrutura que possa receber um número cada vez maior de pessoas nos próximos anos. “O local permite o acesso de várias regiões. Desde o extremo sul, a população tem acesso ao posto”, tanto por isso até mesmo uma lista para a aquisição de móveis foi encaminhada à Secretária de Saúde. “É um posto bem localizado estrategicamente. Por isso que é necessário, além de qualificar o atendimento, preservar esse prédio. Esta é uma unidade que tem que ser mantida, tem que ser conservada, é um patrimônio público”.

Sandra Acosta, auxiliar administrativa do posto, está feliz com a reforma. Para ela, as melhorias serão importantes na medida em que possibilitarão o atendimento de um maior número de pessoas e também de um serviço de melhor qualidade para todos. Sandra lembra que, mesmo tento sido reformado e ampliado duas vezes, o prédio já tem mais de 60 anos e não está comportando o crescente número de pessoas que tem procurado os serviços da UBS. “Nós precisamos de uma melhoria nos aparelhos de informática e na rede elétrica, principalmente. Com a reforma, a gente vai ter mais conforto para os funcionários e para os pacientes”, conclui.

Onde fica o posto? Avenida Wenceslau Escobar, 2442 – Cristal
Atendimento: De segunda a sexta, das 7h às 18h.

Tags: , , , , , , ,


Sobre o autor

é composta por por cinco profissionais de comunicação. Formados em jornalismo e relações públicas, produzem matérias referentes a zona Sul de Porto Alegre e também de interesse desse público. Contato com a editora, Letícia Mellos. Jornalista formada pela Unijuí - RS



Volta para o início ↑