pequena

Camaquã 13 - Locomotiva

Publicado em 13 de abril de 2017 | por Redação Meu Bairro

2

Há 48 horas sem água, moradores cobram posição do DMAE

pequena

Após 48 horas sem água, os moradores dos bairros Camaquã, Tristeza, Cavalhada e Vila Conceição ainda não sabem ao certo quando o abastecimento será regularizado. O Departamento Municipal de Água e Esgoto ainda não se pronunciou oficialmente sobre o ocorrido.

Os problemas começaram na terça-feira, 11, pela manhã quando o abastecimento foi interrompido para a colocação de um macromedidor na saída do reservatório do Morro do Osso (Bazílio Pellin Filho, 1005). Os trabalhos foram encerrados na noite do mesmo dia, conforme previsto, mas na manhã de quarta-feira, 12, contudo, técnicos verificaram que o macromedidor não estava funcionando. Funcionários ontem durante o dia retiraram o macromedidor, que será reinstalado quando um novo chegar, e voltaram à tubulação antiga. Os trabalhos terminaram por volta das 21h de ontem e a previsão era de normalização durante a madrugada.

Estivemos no local da obra na manhã desta quinta-feira, 13, e funcionários informaram que a princípio o equipamento antigo foi recolocado e que o abastecimento já deveria estar normalizado. Já a assessoria de imprensa pela manhã disse novamente que pode ser um problema de ar na tubulação que está impedindo que a água chegue às residências. Técnicos trabalham para descobrir o problema.

Moradores reclamam

Bárbara Teixeira Ferraz, moradora do bairro Camaquã, relata que não pode ir trabalhar em função do desabastecimento de água. “Estamos no terceiro dia sem água e por consequência sem escola, minha reserva acabou. Não tenho mais água pra higiene, comprei água mineral, não pude ir trabalhar, não sei mais o que fazer.”.

Para Caroline Amaro antes o DMAE tivesse deixado o equipamento antigo. “Que absurdo…. 48 horas sem água por causa de um erro deles! Antes não tivessem mexido no que pelo menos, funcionava.”.

Acompanhe aqui as atualizações:

8h – Moradores relatam que água não voltou nos quatro bairros atingidos pelo desabastecimento.

9h – Funcionários dizem que equipamento antigo foi recolocado e que a água já deveria estar nas casas.

Veja também: DMAE informa sobre a falta de água na Zona Sul

 

Veja também: Quatro bairros da ZS ficarão sem água na terça para obra do DMAE


Sobre @ colunista

é composta por por cinco profissionais de comunicação. Formados em jornalismo e relações públicas, produzem matérias referentes a zona Sul de Porto Alegre e também de interesse desse público. Contato com a editora, Letícia Mellos. Jornalista formada pela Unijuí - RS




Comente no Facebook


2 Responses to Há 48 horas sem água, moradores cobram posição do DMAE

  1. eunice ulguim says:

    engraçado se fosse na casa deles ja tinha agua….na hora de cobrar nao tem abatimento ao contrario mais caro.

  2. Fernanda says:

    Ainda sem água na Tristeza!! Isso é uma falta de consideração com os moradores!! Pelo menos deveriam dar uma previsão!! O feriado vem ai e vamos ficar sem água até quando??

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Início ↑
  • Informe publicitário
    pequena

    Informe publicitário
    pequena

  • Anúncio Google

  • pequena
  • pequena