fbpx


Publicado em maio 22nd, 2019 | Por Redação Meu Bairro

Polícia Civil prende homem por abusar sexualmente de enteada de 10 anos

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Capturas (Decap), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), prendeu um homem de 39 anos na manhã desta quarta-feira, 22, na Capital. O indivíduo foi condenado a mais de 15 anos por abusar sexualmente da enteada, com 10 anos à época dos fatos. A foto frontal e o nome do indivíduo não foram divulgados pela Polícia Civil.

Segundo o delegado Arthur Raldi, um mandado de prisão, decorrente de sentença penal condenatória definitiva foi cumprido no bairro Rubem Berta, em Porto Alegre. “O homem foi condenado por abusar sexualmente de uma menina de 10 anos de idade, filha de sua companheira, crime este que teria sido cometido de forma reiterada, no final do ano de 2011”, relatou Raldi. O padrasto foi condenado a 15 anos e 9 meses de reclusão pelo crime de estupro de vulnerável.

Idoso foi preso por abusar de filha de 5 anos

A Decap também prendeu um idoso de 64 anos por estupro de vulnerável nesta quarta-feira, 22. O homem foi condenado a mais de 13 anos de reclusão por abusar sexualmente da própria filha. Os fatos ocorreram em meados de 2006 quando a menina tinha apenas 5 anos.

Conforme relato do delegado Arthur Raldi, a ação foi realizada na Vila São José, na Capital, onde foi cumprido um mandado de prisão decorrente de sentença penal condenatória definitiva, pela prática do crime de estupro de vulnerável. “Ele foi condenado a 13 anos e 6 meses de reclusão por abusar sexualmente da própria filha de apenas 5 anos, crime este que teria sido cometido de forma reiterada, em meados de 2006”, acrescentou Raldi.

 


Sobre o autor

é composta por por cinco profissionais de comunicação. Formados em jornalismo e relações públicas, produzem matérias referentes a zona Sul de Porto Alegre e também de interesse desse público. Contato com a editora, Letícia Mellos. Jornalista formada pela Unijuí - RS



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Volta para o início ↑