fbpx


Notícias

Publicado em 11 de julho de 2012 | Por Redação Meu Bairro

Vereadores discutem com Prefeitura situação da Gripe A

Reunião com a Cosmam serviu para esclarecer os atos da Prefeitura

Durante reunião na Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Câmara Municipal da Capital (Cosmam) nesta terça-feira, 17, o secretário municipal de Saúde Marcelo Bósio disse aos vereadores presentes que a situação da Gripe A na Capital está sob controle. A reunião foi solicitada pelos vereadores, que também pediram para autoridades da saúde se fazerem presentes, a fim de discutir as ações tomadas pela Prefeitura até agora.  Marcelo Bósio, informou que ainda há doses disponíveis para os grupos de risco e doentes crônicos nos postos de saúde da Capital. Disse que é feito um monitoramento permanente e que dos 220 casos investigados, este ano, com suspeita da Gripe A, 18 foram confirmados, sendo que destes, resultaram três óbitos.

Ainda de acordo com o secretário, não há vacinas para todos. Segundo ele, seriam necessários mais um milhão de doses, o que não é possível devido à limitação da produção. Mesmo assim, garantiu que não há motivos para alarme. Acredita que o pico dos casos da doença aconteça no final de julho. Observou que as três mortes por Gripe A envolveram dois pacientes crônicos e um bebê de dois, que demoraram na busca de atendimento médico. O secretário destacou que é preciso reforçar as medidas de prevenção e higiene e que nos primeiros sinais de gripe seja buscado atendimento médico. Conforme ele, o antiviral Tamiflu tem demonstrado grande eficácia quando aplicado no início da doença.

Segundo o coordenador da Vigilância Sanitária de Porto Alegre, José Carlos Sangiovanni, cerca de 275 mil pessoas foram vacinadas em Porto Alegre e que chegou um reforço de 100 mil doses. As vacinas foram aplicadas em crianças de seis meses a dois anos, gestantes, idosos, população carcerária, indígenas e trabalhadores na área da saúde e doentes crônicos.

A representante da Secretaria estadual da Saúde e Coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Marilina Bercini, lembrou que após a epidemia de Gripe A em 2009 foram aplicadas, em 2010, 5 milhões de doses da vacina, com 45% de cobertura, o que se transformou numa barreira. Acrescentou que em 2011 foram registrados 103 casos de Gripe A, com 14 óbitos. Neste ano, já ocorreram 23 mortes pela doença, que tem maior incidência na região missioneira. Informou que, neste ano, o Estado recebeu 2 milhões de doses e que hoje chegaram mais 800 mil doses para serem distribuídas para todas as regiões do Estado, para serem aplicadas nos grupos prioritários. Reconheceu que o período de vacinação deveria começar mais cedo no Estado devido ao clima.

A secretária municipal da Educação, Cleci Jurach, disse que todas as escolas municipais são orientadas para o controle da higiene e ventilação. Consultou a possibilidade de alunos, professores e funcionários serem imunizados contra a Gripe A. Informou que a rede municipal de ensino entra em recesso na segunda quinzena de julho, período para o qual está previsto o pico da doença.

O presidente da Cosmam, vereador Beto Moesch (PP), lamentou a ausência de um representante do Ministério da Saúde. Disse que é necessário ampliar a vacinação no Estado. O vereador Dr. Thiago Duarte (PDT), que conduziu a reunião, disse que os desiguais precisam ser tratados com desigualdade. Pediu que alunos da região Extremo Sul da cidade, que vivem em situação de vulnerabilidade, sejam incluídos no grupo de prioritários. Também defendeu uma cobertura maior de vacinação. A vereadora Fernanda Melchionna (PSOL) lamentou o corte de verbas federais que atingem a saúde. Também participaram da reunião os vereadores Mário Manfro (PSDB) e Carlos Todeschini (PT).

Tags:


Sobre o autor

é composta por por cinco profissionais de comunicação. Formados em jornalismo e relações públicas, produzem matérias referentes a zona Sul de Porto Alegre e também de interesse desse público. Contato com a editora, Letícia Mellos. Jornalista formada pela Unijuí - RS



Volta para o início ↑