fbpx


Saúde

Publicado em março 19th, 2019 | Por Redação Meu Bairro

0

Justiça: Prefeitura deve oferecer local adequado para atendimento psiquiátrico infantojuvenil

Depois de constatar que crianças e adolescentes não estavam sendo atendidas adequadamente nos hospitais de Porto Alegre, a 7º Promotoria de Justiça da Infância e Juventude de Porto Alegre teve atendido o pedido de antecipação de tutela que determina que o Município de Porto Alegre disponibilize espaço reservado para atendimento ao público infantojuvenil nas duas emergências psiquiátricas que funcionam como porta de entrada do atendimento de crianças e adolescentes.

Foto anexada ao processo

O Pronto Atendimento Cruzeiro do Sul – PACS (Postão da Cruzeiro) e o Plantão de Emergência em Saúde Mental IAPI deverão contar com espaço físico adequado, que funcione como leito de observação, respeitando o critério de gênero, equipado com macas/camas e poltronas, em número suficiente para atender a média diária de demanda de cada unidade.

Fotos feitas nas emergências psiquiátricas da Cruzeiro e do IAPI

Para o Pronto Atendimento Cruzeiro do Sul, o prazo para a conclusão e entrega dos espaços é de 40 dias a contar da intimação. Para o Plantão de Emergência em Saúde Mental IAPI, o prazo dado ao Município é de 120 dias a contar da intimação.

A promotora de Justiça da Infância e Juventude Inglacir Delavedova, sublinha que a decisão da Justiça deve beneficiar dezenas de pacientes, crianças e adolescentes, que neste momento não têm espaços nas emergências para aguardar pelos leitos e acabam ficando em situação indigna, deitados no chão de consultórios, conforme comprovam as fotografias de inspeções feitas pelo MP e anexadas aos processos. “Essa decisão é muito importante na medida em que muitos pais nãos suportavam ficar com os filhos nas emergências, em condições inadequadas no pronto atendimento, e acabam levando os filhos de volta para casa. Essa atitude prejudica o tratamento e, em muitos casos, coloca em risco a vida das crianças e dos adolescentes, muitos deles com graves problemas psicológicos, em surto ou até mesmo com ideação suicida. Esperamos que o Município cumpra os prazos e que os dois locais estejam prontos o mais breve possível”, concluiu a promotora.


Sobre o autor

é composta por por cinco profissionais de comunicação. Formados em jornalismo e relações públicas, produzem matérias referentes a zona Sul de Porto Alegre e também de interesse desse público. Contato com a editora, Letícia Mellos. Jornalista formada pela Unijuí - RS



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Volta para o início ↑