Mais de dois anos depois do anúncio das reformas na Unidade Básica..." /> Comunidade conquista reforma na UBS Tristeza - Portal Meu Bairro


Saúde

Publicado em 27 de junho de 2013 | Por Redação Meu Bairro

Comunidade conquista reforma na UBS Tristeza

Mais de dois anos depois do anúncio das reformas na Unidade Básica de Saúde (UBS) da Tristeza, a obra saiu do papel. Tiveram início hoje as reformulações que irão ampliar e qualificar o espaço. A UBS da Tristeza ficou muito anos sem uma reforma efetiva. Com uma estrutura que oferece à comunidade atendimento clínico geral, pediátrico, ginecológico e odontológico, os funcionários se esforçam para atender bem, mesmo que a falta de uma rede elétrica de qualidade, equipamentos e um pouco de conforto, dificulte o contato com os pacientes.

O atendimento dos pacientes será a partir de agora feito nas instalações anexas da Igreja Nossa Senhora das Graças. De acordo com a Secretaria de Saúde a obra deve estar concluída no início de 2014. Uma comissão irá fiscalizar as obras.

Demanda comunitária

O pedido para as melhorias na estrutura do local partirão da comunidade. Em 2011 o Grupo de Empresários da Tristeza e Zona Sul, junto ao grupo Primma Idea começaram a mobilizar à comunidade e pedir à Prefeitura que voltasse os olhos ao prédio que há mais de 30 anos não recebia melhorias. A artista plástica Eunice Gavioli, foi uma das primeiras a atentar para o local. “Eu acho que, de certa maneira, desencadeei o processo como um todo”. É assim simples, simpática e feliz que Eunice Gavioli lembra o dia em que estava passando pelo “Postinho” e pensou como seria bom deixá-lo mais bonito. “Mas chegou um ponto que a gente viu que não adiantava fazer uma pintura na sala de espera, com o piso todo remendado, por exemplo”, lembra-se. Foi então que elas notaram que era necessário algo maior: uma reforma.

Burocracia emperrou início das obras

A reforma demorou a ser liberada porque a Procuradoria Geral do Município não aprovou a licitação rapidamente. Com  o edital para ser publicado no início de 2012, na última hora a PGM  pediu para rever um item e cancelou o processo.

GET comemora conquista

Para a presidente do GET, Rita Laitano Grigoletti, a conquista é de toda a comunidade. “Esta conquista vai de encontro ao que sempre compreendemos ser o correto e justo, visto que serão mantidos os atendimentos usuais bem como a manutenção dos funcionários  no mesmo local, seguindo como UBS”, salienta e completa: “Todos nós estamos de parabéns”.

Confira outras matérias sobre o assunto em Meu Bairro

Há um ano atrasada, reforma em Posto da Tristeza deve começar

Reforma do Posto da Tristeza emperra na burocracia

Posto da Tristeza: segue o impasse para início das obras

Comunidade se mobiliza e UBS terá reforma


Sobre o autor

é composta por por cinco profissionais de comunicação. Formados em jornalismo e relações públicas, produzem matérias referentes a zona Sul de Porto Alegre e também de interesse desse público. Contato com a editora, Letícia Mellos. Jornalista formada pela Unijuí - RS



Volta para o início ↑