Foram sessenta anos de espera, mas irá valer a pena. As obras de re..." /> 60 anos de espera: comunidade conquista reforma da UBS da Tristeza - Portal Meu Bairro


Saúde

Publicado em novembro 12th, 2013 | Por Redação Meu Bairro

60 anos de espera: comunidade conquista reforma da UBS da Tristeza

Foram sessenta anos de espera, mas irá valer a pena. As obras de reformulação da Unidade Básica de Saúde (UBS) do Bairro Tristeza estão em fase de conclusão. As últimas melhorias devem ser feitas em dezembro, quando os equipamentos, que estão em outras unidades, voltarão para a UBS da Tristeza. A previsão é de que em janeiro o Postão esteja funcionando plenamente.

A UBS ficou muito anos sem uma reforma efetiva. Atendendo milhares de moradores para atendimento clínico geral, pediátrico, ginecológico e odontológico, de diversos bairros da zona Sul, desde 1950, data da sua inauguração, o prédio não recebia uma reforma em sua estrutura elétrica e hidráulica, bem como consertos mais simples como no telhado e no piso.

Para a gerente distrital da região Centro-Sul da Secretaria Municipal de Saúde, Maris Weber, a reforma dará mais qualidade no atendimento aos pacientes. Lembrando que a unidade tinha sério problemas, principalmente na instalação elétrica, e também de infiltrações, Maris salienta que o conjunto de melhorias realizadas no prédio é extenso. “Eu acredito que irá melhorar a operacionalização e a organização das salas. Agora o fluxo o atendimento vai ficar mais ágil”, salienta.

Salas com ar condicionado

Além de consertos na estrutura, a UBS também teve melhorias como a instalação de ar-condicionado em todas as salas, pintura, piso e telhado. O posto também fará coleta de sangue e tem uma estrutura mais qualificada para acolhimento, com uma sala de triagem. A sala de vacinação, quem tem grande procura durante todo o ano, também foi reformada.

Demanda comunitária

O pedido para as melhorias na estrutura do local partirão da comunidade. Em 2011 o Grupo de Empresários da Tristeza e Zona Sul (GET Zona Sul), junto ao grupo Primma Idea começaram a mobilizar à comunidade e pedir à Prefeitura que voltasse os olhos ao prédio que há mais de 30 anos não recebia melhorias. A artista plástica Eunice Gavioli, foi uma das primeiras a atentar para o local. “Eu acho que, de certa maneira, desencadeei o processo como um todo”. É assim simples, simpática e feliz que Eunice Gavioli lembra o dia em que estava passando pelo “Postinho” e pensou como seria bom deixá-lo mais bonito. “Mas chegou um ponto que a gente viu que não adiantava fazer uma pintura na sala de espera, com o piso todo remendado, por exemplo”, lembra-se. Foi então que elas notaram que era necessário algo maior: uma reforma.

Burocracia emperrou início das obras

A reforma demorou a ser liberada porque a Procuradoria Geral do Município não aprovou a licitação rapidamente. Com o edital para ser publicado no início de 2012, na última hora a PGM pediu para rever um item e cancelou o processo.
GET comemora conquista

Para a presidente do GET, Rita Laitano Grigoletti, a conquista é de toda a comunidade. “Esta conquista vai de encontro ao que sempre compreendemos ser o correto e justo, visto que serão mantidos os atendimentos usuais bem como a manutenção dos funcionários no mesmo local, seguindo como UBS”, salienta e completa: “Todos nós estamos de parabéns”.

Confira outras matérias sobre o assunto em Meu Bairro

Há um ano atrasada, reforma em Posto da Tristeza deve começar

Reforma do Posto da Tristeza emperra na burocracia

Posto da Tristeza: segue o impasse para início das obras

Comunidade se mobiliza e UBS terá reforma


Sobre o autor

é composta por por cinco profissionais de comunicação. Formados em jornalismo e relações públicas, produzem matérias referentes a zona Sul de Porto Alegre e também de interesse desse público. Contato com a editora, Letícia Mellos. Jornalista formada pela Unijuí - RS



Volta para o início ↑