fbpx


Notícias

Publicado em janeiro 30th, 2019 | Por Juliana de Brites

0

Projeto para a rodoviária de Porto Alegre será concluído em fevereiro

A análise das propostas para a Rodoviária de Porto Alegre será concluída em fevereiro. Com essa análise, será possível abrir o edital para licitação para obras de melhorias na Rodoviária de Porto Alegre. O prazo inicial para entrega do estudo estava previsto para dezembro, mas foi prorrogado até o final de fevereiro de 2019.

A consultoria contratada, a KPMG, analisa a viabilidade das propostas. A partir disso, será escolhido um projeto ou criar uma proposta que integre as três alternativas ou, ainda, adicionar outros pontos necessários para o ideal funcionamento da estrutura.

As propostas analisadas são das empresas Sinart, Socicam e Veppo, atual administradora da rodoviária. A vencedora da licitação terá um contrato de 25 anos para operar a rodoviária. Nesse tempo, a empresa também terá que fazer melhorias no prédio do terminal, construído há quase 50 anos.

As propostas preveem instalação de escadas rolantes e catracas para acesso à área de embarque, que será exclusiva para pessoas com passagens já compradas. Outras possibilidades são a separação de áreas de embarque e desembarque, colocação de cobertura no local de embarque nos táxis, redistribuição das lojas, qualificação da fachada e criação de recuo para carros em frente à rodoviária.

A Veppo administra a venda de passagens há 77 anos e, há quase 20, opera com licitação vencida. Desde 2014, o Tribunal de Contas do Estado aponta irregularidades no contrato com a empresa e pressiona o Departamento Autônomo de Estradas e Rodagem (Daer) para regularizar o serviço. A nova gestão estadual transferiu a responsabilidade pela elaboração da licitação do Daer para a Secretaria Estadual de Governança e Gestão Estratégica.


Sobre o autor

é jornalista formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Contato: juliana@meubairropoa.com



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Volta para o início ↑