fbpx


Belém Novo

Publicado em 17 de janeiro de 2019 | Por Juliana de Brites

0

MPF investiga atentado contra tribo indígena em Porto Alegre

O Ministério Público Federal instaurou procedimento para investigar o atendado contra a comunidade Mbya Guarani que vive na Ponta do Arado, em Belém Novo. O MPF também vai monitorar a situação, a fim de evitar novos episódios de violência.

De acordo com o relato dos indígenas, dois homens encapuzados deixaram a barraca de vigilância da Arado Empreendimentos Imobiliários e dispararam contra os índios. O cacique Timóteo Karay-Mirim conta que a tribo foi ameaçada a deixar o local até o domingo. “Os representantes do MPF encontraram os indígenas bastante abalados pelo ocorrido, mas firmes na vontade de permanecer na área, que contém um vasto e rico sítio arqueológico pré-colonial que atesta sua ocupação imemorial pelos Guarani”, afirma o Ministério Público Federal em nota.

Ainda na sexta-feira, à tarde, peritos da Polícia Civil estiveram no local e recolheram cartuchos de projéteis. Os indígenas também entregaram ao MPF outros cartuchos de pistola 9mm e revólveres calibre 22, que ainda se encontravam espalhados pela área.


Sobre o autor

é jornalista formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Contato: juliana@meubairropoa.com



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Volta para o início ↑