O uso de ciclovias é uma ideia que vem sendo muito difundida no mun..." /> Ciclovia da Icaraí preocupa moradores - Portal Meu Bairro


Notícias

Publicado em 17 de abril de 2012 | Por Redação Meu Bairro

Ciclovia da Icaraí preocupa moradores

O uso de ciclovias é uma ideia que vem sendo muito difundida no mundo, principalmente nas grandes cidades. Ganham os condutores em saúde, o meio ambiente, com a diminuição do gás carbônico, e também quem usa o transporte coletivo que fica mais rápido. Mas a adaptação das grandes cidades ao uso destas vias não é fácil. Em Porto Alegre, e na Zona Sul principalmente, a Prefeitura tem investido recursos para dar aos ciclistas mais opções do uso de ciclovias. A última ciclovia a ser anunciada, e que está em fase de construção, é a da Avenida Icaraí. Nesse caso, se há consenso sobra a importância do investimento em ciclovias, há também preocupação.

Ciclofaixa da Icaraí já está em fase de construção Crédito: Andrey Cidade/Divulgação PMPA

Para Luis Carlos Vaz, que mora no Cristal, a construção da ciclovia é válida, mas o poder público deveria repensar o funcionamento e o local da faixa para bicicletas que pode se tornar perigosa aos ciclistas. “A Icaraí pode, perfeitamente, ter a sua ciclovia, mas não da forma como está sendo implantada”, explica o jornalista. O uso de duas avenidas para o translado entre o Bairro-Centro e o Centro-Bairro é a primeira situação que preocupa. Para trafegar no sentido Bairro-Centro, os ciclistas deverão utilizar a Avenida Diário de Notícias, já no sentido Centro-Bairro deverão utilizar a Avenida Icaraí. O morador afirma que duas vias em locais diferentes dificultarão a trafegabilidade na ciclovia. “Quem vier do Centro, por exemplo, usa a Diário (Avenida Diário de Notícias). E se quiser entrar na Avenida Campos Velho, terá que ir até a rótula com a Icaraí e voltar?”, preocupa-se.

Luis Vaz, que nunca viu um acidente na Avenida, acredita que se o projeto da ciclovia se mantiver como está, acidentes certamente acontecerão. Ele se diz preocupado, também, por ter percebido que os motoristas que demandam de ruas que desembocam na Icaraí, quando chegam à Avenida, costumam olhar apenas à esquerda para verificar se a pista está livre, assim como os que demandam do Centro e vão entrar nas ruas à esquerda, olham apenas para a direita. “Caso esteja livre, aceleram o carro e, vindo uma bicicleta da direita ou da esquerda, conforme o caso, estará consumada a tragédia”, explica. Ele alerta ainda que o mesmo vale para a travessia de pedestres, que poderão ser facilmente atropelados, já que sempre observam apenas o fluxo de tráfego.

O último problema apontado pelo morador é com relação ao estacionamento dos carros, que passará a ocorrer por fora da ciclovia. “Se algum passageiro desavisado abrir a porta do veículo e uma bicicleta estiver se aproximando, também teremos algum incidente sério”.

Como solução para o possível problema, Luiz Vaz indica a utilização da calçada do Jockey Clube para a construção da ciclovia, mas salienta que seriam necessárias melhorias no local, como ampliar a faixa de concreto. “A restrição que vejo seriam as paradas de ônibus, que poderiam representar perigo aos que esperam condução, mas nada que um cercado não possa resolver”.

E você? Acha uma boa ideia? Comente, dê a sua opinião, faça a diferença!

Tags:


Sobre o autor

é composta por por cinco profissionais de comunicação. Formados em jornalismo e relações públicas, produzem matérias referentes a zona Sul de Porto Alegre e também de interesse desse público. Contato com a editora, Letícia Mellos. Jornalista formada pela Unijuí - RS



Volta para o início ↑